Como funciona a manutenção de veículos híbridos?

híbridos

Nesse post você irá entender como funcionam os veículos híbridos

Os carros híbridos como o próprio nome diz, são modelos que misturam dois tipos de motores em sua mecânica. Enquanto um deles é movido à combustão (normalmente a gasolina), o outro é movido à eletricidade sustentado por uma ou mais baterias que costumam estar posicionadas sob o assoalho da cabine ou no porta-malas.

Os dois motores podem funcionar simultaneamente ou não, se a velocidade for mais baixa, ao se locomover o motorista do automóvel pode utilizar o motor elétrico, que irá auxiliar o motor movido a gasolina, diminuindo em até 20% o consumo de gasolina, caso o motorista queira acelerar ou manter uma velocidade mais elevada o motor a combustão é ativado para proporcionar o desempenho desejado.

Já nos modelos conhecidos como híbrido-série, o motor elétrico é acionado para assumir o trabalho enquanto o motor a gasolina é desligado, resultando em uma economia no consumo de 20% ou mais, dependendo do tempo que o carro está circulando.

Embora a maioria de carros híbridos que existem sejam movidos à gasolina e eletricidade, a fábrica francesa PSA Peugeot Citroën tem planos para fabricar dois carros híbridos diesel-elétrico.

Em um modelo exclusivamente híbrido, as baterias podem ser recarregadas através do motor a gasolina, alguns modelos de híbridos utilizam a energia gerada durante as frenagens para recarregar o conjunto. Nos modelos híbridos do tipo plug-in, as baterias são recarregadas em uma tomada externa. O Prius é um carro que foi desenvolvido com a tecnologia de um motor elétrico, com desenho aerodinâmico, e na opinião da maioria dos especialistas é um carro extremamente silencioso.

Na verdade o carro híbrido faz parte de um grande avanço tecnológico, criado com o intuito de ser mais confortável e poluir menos o meio ambiente.

Componentes de um carro híbrido.

 

Powered by Rock Convert
  • Motor à gasolina –similar ao dos carros tradicionais, entretanto menor e com tecnologias mais sofisticadas com a finalidade de reduzir a emissão de gases poluentes e aumentar a sua eficiência.
  • Tanque de combustível –armazena energia para o funcionamento do motor à gasolina.
  • Motor elétrico –possui tecnologia eletrônica que permite que ele funcione como motor ou como um gerador de energia para as baterias.
  • Gerador –semelhante a um motor elétrico, contudo só funciona com a finalidade de produzir energia elétrica.
  • Baterias –armazena energia para o motor elétrico que pode fornecer ou retirar energia delas.
  • Transmissão –com a mesma função em um carro convencional.

 

Custos com a manutenção dos híbridos

Os gastos com a manutenção de veículos híbridos como o fusion podem ser inferiores do que os gastos com veículos normais, o fator que pode ser responsável pela grande diferença de valores é que os motores do carro desligam automaticamente quando se está parado ou em uma velocidade muito baixa diferente dos motores a combustão que continuam trabalhando mesmo nessas condições, que podem resultar em problemas por muito esforço do motor e gastos bastante altos com  manutenção e reposição do veículo. Um ponto que também deve ser levado em conta é a troca de óleo. A maioria dos especialistas acreditam que em veículos híbridos de portes menores a troca de óleo resistem em média até 8 mil quilômetros rodados já em carros normais a troca deve ser realizada em cinco mil quilômetros.

Alguns veículos híbridos possuem sistema de frenagem regenerativa que pode vir a deixar o motor com menos calor diminuindo totalmente as chances de acontecer o pesadelo de todo motorista o superaquecimento que quando ocorre acaba sendo um grande problema no orçamento de vários motoristas. Esse sistema além de prevenir o superaquecimento também aumenta a vida útil dos discos e pastilhas dos freios. Por fim uma grande vantagem é que os tirando os modelos híbridos excepcionais o restante dos modelos não necessita de uma manutenção especial.

Uma grande desvantagem de possuir um veículo hibrido é que pode existir uma possibilidade de alguns problemas com o inovador sistema do adaptado hibrido, principalmente em baterias maiores. Alguns modelos vendidos a partir da década do século XXI são comercializados com uma garantia de cerca de oito anos e dez anos. Porém caso você tenha o azar do veículo estragar após o período da garantia, os custos serão altíssimos para fazer a manutenção no veículo. Entretanto os preços das baterias acabaram diminuindo nos últimos anos devido ao aumento e melhor desenvolvimento deste mercado.

A tecnologia no mercado automobilístico

Pode-se dizer que a cada ano que passa a busca por menos emissão de gases poluentes na atmosfera diminua, o mercado automobilístico também vem buscando formas de e desenvolvendo métodos para que aconteça uma queda de poluição emitida por veículos. Porém no século XX não havia tanta preocupação com a quantidade que os veículos a movidos a combustão, e nem com a quantidade de energia necessária para que o carro funcionasse.  As grandes potências não davam tamanha importância para os fatores poluentes, nem mesmo pela poluição gerada pelas próprias empresas durantes o processo de produção dos automóveis muitas empresas chegam a funcionar 24 horas por dia.

Os veículos híbridos emitem muito menos gases na atmosfera, pelo fato de que o motor elétrico e muito mais utilizado do que o de combustão, o motor de combustão é somente acionando quando o motorista aumenta muito rápido a velocidade em algumas manobras, como por exemplo uma ultrapassagem, além de emitir menos gases esse fator também e responsável pela economia de combustível.  Como esse mercado ainda é muito novo principalmente no brasil os preços dos carros híbridos acabam sendo um pouco mais elevados do que os veículos a combustão que ainda são os mais procurados para fazer uma comparação de preços basta consultar a tabela fipe  , porém se pararmos para pensar nos benéficos e na economia que um veiculo hibrido traz ao consumidor pode muito bem valer a pena investir em um veiculo mais caro sabendo que os gastos futuros serão bem menores, além de estar contribuindo com o meio ambiente.

Gostou desse texto? Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro de nossas postagens!

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Fale Conosco