Gasolina: Comum, aditivada ou premium?

gasolina

O consumo de combustíveis no Brasil totalizou mais de 135 bilhões de litros no ano de 2016, segundo a Agência Nacional de Petróleo. Apenas a gasolina comum foi responsável por quase 1/3 das vendas, registrando ainda um crescimento de 5% em relação a 2015. Esse é o combustível mais usado por veículos de passeio no país e apresenta variações de fórmula, preço e desempenho. Você sabe quais são essas variações? Confira neste post!

Como a gasolina é produzida?

A gasolina é um combustível que tem o petróleo como matéria-prima. Antes ser distribuída para consumo, ela é produzida nas refinarias após vários processos químicos. Dependendo do tipo do petróleo, da quantidade e do tipo de gasolina, o refino pode demorar de poucas horas a uma semana. Isso porque, o produto final pode demandar processos mais simples ou sofisticados.

Quais os tipos?

Há 3 tipos de gasolinas produzidas no Brasil: A, B e C. O tipo A é o combustível na sua forma pura, produzido nas refinarias e entregue às distribuidoras. Ele não pode ser comercializado diretamente ao consumidor final. O tipo B é de uso exclusivo das forças armadas brasileiras, tem composição diferenciada e também não chega aos postos de combustível. Apenas a gasolina tipo C pode ser vendida para os motoristas, em geral. Ela possui 3 variações:

Comum

Esse é o tipo de gasolina mais consumido no Brasil. Pode ser utilizado por qualquer motor a gasolina ou flexfuel. Tem cor levemente alaranjada por causa do corante usado no etanol anidro, que corresponde a 27% da sua composição química.

Powered by Rock Convert

Aditivada

Também composta por 27% de álcool anidro (por lei), esse tipo recebe ainda aditivos detergentes e dispersantes. Isso porque, combustíveis comuns deixam um resíduo de combustão nas válvulas do motor, o que a médio e longo prazo compromete o consumo do veículo. Esses aditivos, portanto, desprendem a sujeira e fazem com que ela seja eliminada. Além disso, a gasolina aditivada tem partículas anticorrosivas e antioxidantes. Para que se diferencie da comum, também pode ter tonalidade diferente.

Premium

A diferença entre a gasolina aditivada e a premium é o aumento da octanagem, que mede a resistência do combustível à queima. Dessa forma, quanto maior o nível de octanas, menores as taxas de compressão e maior a eficiência do motor.

Qual delas eu devo usar?

Isso dependerá do tipo e da utilização do veículo. Para veículos que rodam na cidade, a gasolina aditivada é uma boa opção. Isso porque a comum, além de deixar resíduos nas válvulas, ainda forma uma espécie de goma no fundo do tanque ao envelhecer. Os aditivos minimizam a ocorrência desses problemas e conservam o motor. Já para viagens, a gasolina utilizada pode ser a comum, já que o combustível ficará no tanque por pouco tempo.

Veículos mais esportivos, com taxa de compressão maior, devem utilizar gasolina premium por causa da octanagem. Esse combustível não aumenta a potência, mas garante um melhor funcionamento do motor.

Essas são as características e diferenças entre as gasolinas comum, aditivada e premium. Qual delas você utiliza no seu veículo? Compartilhe conosco!

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.