Cera automotiva: saiba qual a melhor para seu veículo

cera

O amor pelo carro é um sentimento natural do brasileiro. Junto com o sentimento, segue a atenção e o cuidado aos veículos. Uma dessas formas de cuidado é através da utilização de cera automotiva. Aliás, o propósito da cera, além de melhorar o aspecto do carro, contribui para a proteção da pintura, evitando o desgaste natural do verniz.

Porém, há no mercado uma infinidade de tipos desse produto, e a escolha correta demanda um critério muito mais elaborado do que apenas a observação do preço. Assim, a maneira ideal de análise deve considerar questões como componentes da fórmula e as cores que são alvos da indicação da cera em foco.

Por essa razão, estão elencadas a seguir os principais tipos de cera e em que situações cada uma delas é indicada.

Cera em Pasta

Trata-se de uma cera mais forte e uma das mais conhecidas no mercado. Sua principal utilização se dá na intenção de cobrir riscos, ainda que profundos. Embora a recomendação seja para que seu uso não se dê frequentemente, por conta da quantidade abrasivos, seu uso é preferido quando o carro em questão está em ruins condições visíveis na pintura.

A aplicação desse tipo de produto não é algo muito simples de se fazer. Afinal, o procedimento exige o uso de esponjas próprias ou algodão e aplicação em movimento circular. Além disso, alguns cuidados devem ser observados, como a aplicação em ambiente de sombra e o tempo de secagem do veículo.

Cera Líquida

O seu poder de atuação atinge apenas os riscos mais rasos, em contrapartida, possui menos solventes e, por isso, é menos agressiva para o veículo. Assim, a cera líquida pode ser utilizada com mais frequência, geralmente mensal. Além disso a aplicação desse tipo de cera é feita com muito maior facilidade. A propósito, a forma de aplicação se assemelha a aplicação da cera em pasta, porém, o processo é muito mais rápido. Na hora da remoção, o recomendado é que se utilize panos de microfibra.

Powered by Rock Convert

Cera de Lava Rápido

Esse é um tipo de cera que se diferencia em muito dos demais tipos. Afinal, não se trata de uma cera propriamente dito, mas de uma espécie de aditivo misturado ao sabão e utilizado no mesmo processo de lavagem do veículo. Sua função também se difere, já que seu principal objetivo é dar mais brilho à pintura, e não cobrir arranhões e defeitos.

Sua aplicação não é das mais complexas, entretanto, exige a cera de lava rápido exige cuidados durante o processo. Por exemplo, o procedimento deve ser feito com o veículo na sombra. Nos casos em que não se respeita essa particularidade, é possível que o veículo apresente manchas depois, especialmente se se tratar de um carro de cor escura.

Cera Spray

A cera em spray não é tão utilizada como os demais tipos. Na verdade, se trata de um produto relativamente novo no mercado e, talvez por isso, nem tão conhecido. Entretanto, trata-se de um produto prático muito utilizado por quem adora ver o seu veículo em boas condições, mas não tem muito tempo para se dedicar a isso. Isso se prova a partir do tempo médio de aplicação, que é de dez minutos.

Como a cera de lava rápido, sua função não é de reparar riscos de pintura, mas, reforçar a pintura a fim de evitar que os danos ocorram. Por essa razão, a sua aplicação é recomendada em veículos que já tenham sido polidos ou encerados anteriormente. O que torna o resultado possível é sua composição que conta, geralmente, com carnaúba e emulsão de silicone.

Depois de saber qual a função de cada tipo de cera, o condutor pode optar por aquela que atenda à sua necessidade no momento da procura, observando sempre a marca de sua confiança, a composição do produto e as indicações de cada um.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right