Exame psicotécnico: tudo que você precisa saber

exame psicotécnico

Uma das primeiras atitudes de quem deseja a independência de transporte é a tão sonhada carteira de habilitação. Se você chegou até aqui, certamente está para concluir essa etapa de um processo tão importante da vida. E, para finalizar essa etapa da vida com sucesso, o exame psicotécnico é um passo necessário.

Muita gente tem medo dessa fase da habilitação. Geralmente, a preocupação se dá por causa do desconhecimento do processo e de seus detalhes. Assim, para que tudo vá bem, o ideal é se inteirar sobre o funcionamento do teste e a melhor forma de garantir a aprovação.

Se você está nesse grupo de pessoas que passa pelo processo da habilitação ou deseja alcançá-lo, descubra aqui tudo o que você precisa saber sobre o exame psicotécnico!

O Que É o Exame Psicotécnico?

De maneira rasa, o exame psicotécnico é uma maneira de avaliação da personalidade de alguém. Especialmente quando se trata do processo de aquisição da Carteira Nacional de Habilitação, o Detran exige essa avaliação como crivo. Através desse teste é possível evidenciar as habilidades necessárias que determinado motorista tem, ou não tem, para a direção.

Na vida prática, essas habilidades dão uma ideia da forma como o motorista em potencial agiria ou reagiria diante de situações comuns no tráfego. Como o processo de direção exige muito mais do que simplesmente manter um veículo em movimento, é preciso analisar questões que nem sempre estão explícitas. Através desse tipo de teste, por exemplo, dá para identificar como seria a reação do candidato diante de situações de estresse que requerem equilíbrio mental e emocional, além da habilidade no volante.

Por se tratar de uma avaliação psicológica, por óbvio, apenas quem pode aplicar é um psicólogo. Inclusive, para a aplicação do teste no processo de habilitação, é necessário que haja a aprovação do Conselho Federal de Psicologia. Para os casos em que alguém usurpe a função e aplique o teste de maneira irregular, essa pessoa estará sujeita às punições previstas para o exercício irregular da profissão que, a propósito, é crime.

Como Funciona o Teste?

O exame psicotécnico funciona de maneira muito semelhante aos desenhos escolares. Para a sua aplicação são usados elementos geométricos que identificam padrões e sequências lógicas. Também podem ser utilizadas outras variações da aplicação, como a utilização de técnicas sonoras e visuais ao mesmo tempo.

Através desses elementos e técnicas, é possível avaliar alguns aspectos da personalidade do candidato. São questões como coordenação motora, percepção de espaço, capacidade de observação e nível de atenção, que podem ser avaliados a partir do desempenho do interessado no desenvolvimento das técnicas propostas.

Embora o exame psicotécnico possa ser aplicado em diversas situações, quando o assunto é habilitação, há três respostas possíveis:

  • inapto: quando se resolve a partir dos resultados que o candidato não cumpre com o desempenho considerado suficiente para a prática da direção;
  • inapto temporário: quando o teste demonstra que, embora o candidato não esteja apto naquele momento, trata-se de uma deficiência que pode ser corrigida e adequada;
  • apto: quando o candidato cumpre o que se espera de alguém com aptidões para exercer a direção.

Nos casos em que a resposta seja a inaptidão, o candidato pode pedir a aplicação de um novo teste no prazo de até 30 dias.

Como Se Preparar Para o Teste?

Geralmente, esse tipo de teste, como o exame psicotécnico, gera uma espécie de ansiedade e preocupação em quem está por fazê-lo. Mas, trata-se de um exame simples e sem grandes complexidades intelectuais. Assim, a melhor forma de se preparar para o momento é seguindo algumas dicas práticas e simples:

  • Procure ter uma boa noite de sono no dia anterior. Nada como uma bom descanso para preparar o corpo para os desafios. Como o exame psicotécnico tem muito mais a ver com condições psicológicas, dormir bem é uma excelente estratégia;
  • Não ingira bebida alcoólica antes do teste. Muita gente se utiliza dessa estratégia como artifício de promover a calma. Entretanto, beber antes de fazer um teste como esse pode colocar tudo a perder;
  • Se alimente bem antes do exame. Manter uma dieta equilibrada é algo importante em qualquer situação. Mas, é ainda mais importante quando se está para ter uma ação importante. Os alimentos possuem uma função essencial na promoção do bem estar e, por incrível que pareça, o intestino está diretamente ligado às atividades cerebrais;
  • Mantenha a calma. Agora que já sabe que trata-se de um exame simples e de fácil desenvolvimento, você precisa se acalmar. Vá para o teste com a tranquilidade de quem sabe o que está fazendo, se esforce para compreender as orientações, e faça o seu melhor!

Com essa etapa vencida, o sonho da habilitação estará cada vez mais perto!

Leia também:
Receba nossas novidades em primeira mão!