Tópicos

GPS

Qual a diferença entre GPRS e GPS?

Proteger o veículo por meio de rastreamento veicular é uma necessidade cada vez mais latente no cenário atual. Isso porque os números de subtrações de veículos crescem todos os dias. Em paralelo, a tecnologia também se apresenta com boas opções de proteção. E, entre as melhores opções estão os rastreadores GPRS e GPS.

Embora possuam nomenclaturas parecidas, a verdade é cada uma dessas de tecnologias cumpre um papel específico. Aliás, eles também funcionam de maneiras diferentes e atingem resultados específicos. Contudo você sabe a diferença entre as opções?

Para saber tudo sobre o assunto é só continuar com a gente até o final deste post!

O que é GPRS?

Antes de entender os pontos que diferem as duas tecnologias, é preciso entender cada uma delas separadamente. Afinal, trata-se de tecnologias individuais que possuem seu próprio modo de funcionamento e funções.

O GPRS, ou Geral Packet Radio Service, é a tecnologia que permite a transmissão de dados através de GSM (Global System for Mobile Communications). Nesse caso, os dispositivos que se aproveitam dessa tecnologia utilizam uma espécie de chip que recebe as informações por meio de satélite e transmite essas mesmas informações através de padrões digitais de comunicação de dados.

Na prática, o instrumento é parecido com os chips telefônicos. E, após receberem os dados vias satélite, os enviam para centrais capazes de interpretar as informações, especialmente de localização, que é a sua utilização principal.

Trata-se de uma tecnologia bastante eficiente. Inclusive, seus níveis de exatidão são pontos bastante elogiados. Contudo, a transmissão de dados se faz por meio de conexões que nem sempre estão disponíveis em determinados locais. Por essa razão, indica-se a tecnologia GPRS para atuações previstas em pontos de ampla cobertura de internet, por exemplo.

A boa notícia é que essa dinâmica denominada de máquina para máquina acaba gerando um custo menor de operação. Assim, para os casos em que caiba a tecnologia, essa acaba sendo uma opção de implantação mais viável.

O que é GPS?

É possível que a sigla GPS seja a mais comum em seu cotidiano. A propósito, é também a mais utilizada, se fazendo presente, inclusive, em aplicativos de celulares, automóveis e afins.

O Sistema Global de Posicionamento, ou Global Positioning System, é uma tecnologia capaz de fazer uma leitura de geolocalização. Para isso, a tecnologia se utiliza da rede mundial de satélites, apontado localizações em qualquer lugar do mundo e em tempo real.

Trata-se de uma excelente opção para rastreamento de carros, por exemplo. Isso porque os satélites contam com ferramentas capazes de captar e transmitir os dados de maneira eficiente, precisa e rápida. A partir disso, a utilização do GPS se torna uma opção bastante confiável.

Especialmente quando se trata de frotas maiores, essa é a tecnologia mais indicada. Afinal, além da localização dos veículos, esse tipo de tecnologia ainda vai além, coletando e transmitindo dados de desempenho que ajudam na gestão da frota. E, claro, a utilização de GPS também é um fator que aumenta a segurança dos veículos e facilita o processo de recuperação, em casos de perdas.

Reprodução Canva
Reprodução Canva

GPRS X GPS

Postas as devidas designações, é hora de entender as principais diferenças entre as tecnologias GPRS e GPS. Conforme já adiantamos, há questões bastante parecidas entre eles. Contudo, tratam-se de ferramentas distintas que cabem em situações específicas.

O primeiro fato a se diferenciar tem a ver com a natureza do serviço. Enquanto a tecnologia GPS se dedica a fornecer um serviço de posicionamento, aquela que funciona a partir de GPRS fornece integração de serviços como voz, e dados sem fio. Além disso, as bases para o fornecimento de localização utilizadas pelo GPS utilizam mecanismos como latitude e longitude. Por sua vez, o GPRS se utiliza do GSM, em funções cada vez mais atualizadas capazes de fornecer taxas de dados para sistemas de celulares.

Quando o assunto é a fonte da localização, encontram-se também diferenças expressivas. Afinal, o GPS se utiliza de informações fornecidas por 24 satélites que estão na órbita da Terra. Desse modo, é possível que se faça a localização de qualquer objeto habilitado onde quer que ele esteja. Por sua vez, a tecnologia GPRS faz uso das torres de celulares para essa troca de dados e informações. Isso significa que a tecnologia depende da cobertura de sinais para realizar a sua função.

Por todas as questões mencionadas, e outras mais, o custo de utilização também se difere em casa uma delas. Assim, utilizar a tecnologia GPRS em rastreamento costuma ser mais econômico. Contudo, a utilização de GPS proporciona maior abrangência. Logo, o segredo é identificar as demandas e analisar a utilização, aproveitamento e vantagens de cada possibilidade.

Clique e saiba como proteger o seu veículo!

Estamos com instabilidade no nosso número principal

(31-33734355)

Favor entrar em contato
pelos números abaixo: