Mercado de carros 2022: Tendências e previsões

Mercado de carros

Todo início de ano a dúvida é sobre o que virá pelo resto dele. Como não poderia ser diferente, o marcado de carros também passa por esse processo. Para os apaixonados por carros, essa é a época de especular aquilo que está por vir e o que se pode esperar do mundo automotivo.

Especialmente para o ano de 2022, se espera boas notícias e boas oportunidades. E, depois de um tempo como esse que passamos no mundo, nada melhor do que desejar e aguardar por coisas boas e vantagens.

Então, no mundo do carros já há lampejos sobre isso. E, nós separamos tudo aqui para que você não perca nada. Basta acompanhar nosso post até o final, para conhecer todas as tendências e previsões para o mercado automotivo neste ano.

Mais plataformas on-line

A primeira evidência é voltada para aquilo que já acontece em todos os outros mercados. Afinal, a pandemia foi um período em que se descobriu que dá para fazer muita coisa sem sequer sair de casa. E, aparentemente, esse é o caminho das negociações de carros também.

Atualmente, o mercado de carros em geral utiliza esse tipo de plataforma para expor os seus modelos e anunciar condições de compras. Entretanto, uma parte da negociação ainda depende de contatos físicos e presenciais. Mas, para o futuro, espera-se que seja possível fazer todo o processo de maneira virtual.

A propósito, já se vê isso através de algumas ferramentas. Através delas as concessionárias se apresentam no mundo on-line e fazem mais negócios. E, com o aval e acompanhamento da plataforma, as garantias são exercidas tanto da parte compradora quanto vendedora. Isso pode acontece sem que haja qualquer necessidade de encontros presenciais.

Mercado de carros
Reprodução Canva

Vendas por encomendas

Essa é outra das realidades que já se apresentam para nós. Por causa das dificuldades de produção que o mercado automotivo enfrentou nos últimos dois anos, os números de veículos novos no mercado foram diminuídos significativamente. A propósito, foi isso o que impulsionou a venda de usados, uma vez que o processo de produção não estava funcionando em seu maior potencial.

Como um dos impactos, o mercado de veículos por demanda tende a crescer neste ano. Essa é a saída encontrada para aproveitar melhor os insumos ao mesmo tempo em que atende ao consumidor. Com isso, o tempo de espera pelo novo veículo tende a crescer, o que não é um aspecto tão positivo.

Por outro lado, a exploração desse tipo de negócio evita alguns problemas. Pois, com os veículos em estoque as concessionárias precisam cobrir os custos dos financiamentos até que os carros consigam um comprador. Enquanto isso, as próprias montadoras, no esforço de manter um bom portfólio à disposição dos clientes, tendem a fabricar mais do que o necessário. E, claro, isso requer mais investimentos em insumos, mão-de-obra e custos de todos os tipos.

Crescimento de locações

Essa é uma saída até recomendada por economistas em alguns casos. Com tantos aspectos que envolvem a propriedade de um carro, muitas vezes a saída é manter um carro alugado. Mas, além de ser um conselho econômico em muitos casos, também é uma tendência para o mercado de carros em 2022.

Neste ano esse conceito vai ainda além. Pois, com a descoberta que muita gente fez sobre a desnecessidade de um carro particular, essa relação também tende a ser mais curta. Ou seja, muita gente está procurando soluções mais práticas, mais baratas, eficientes e curtas.

Aqui se tem uma espécie de evolução dos aplicativos de mobilidade. Assim, espera-se que a tendência que já está em mercados internacionais abarque por aqui também. A partir da utilização de aplicativos, o interessado pode escolher o carro e fazer o pagamento sem mesmo se deslocar até a locadora. Então, é só começar a utilizar o veículo por períodos mais curtos e esporádicos, como desejar.

Mercado de carros
Reprodução Canva

Aumento na procura de financiamentos e usados

Ao que tudo indica, o problema de suprimento de chips que o mercado de carros vem enfrentando desde o início da pandemia não será resolvido de imediato. Embora se espere uma melhoria no sistema de produção para o segundo semestre, ter tudo como antes vai demorar um pouquinho mais do que isso.

Enquanto isso, 2022 promete uma extensão da tendência que vimos em 2021. Isso quer dizer que, os carros usados vão continuar em alta. A boa notícia é que isso é o que manterá o mercado aquecido.

Além dos usados, a preferência será por financiamentos. Afinal, é um momento de crise e reformulação financeira. Por outro lado, também é uma boa chance de aproveitar as tendências e tomar boas decisões.

Então, a saída é ficar de olho e aproveitar as boas oportunidades. Afinal, 2022 promete!

Leia também: As principais novidades do mercado automotivo brasileiro em 2022

Receba nossas novidades em primeira mão!