Tópicos

óleo lubrificante

Óleo lubrificante: Tipos e diferenças

Parece só uma obrigação de rotina mas, a substituição do óleo lubrificante do veículo é muito importante para a sua manutenção. Afinal, ele é o responsável por diminuir o atrito entre as peças do conjunto mecânico. Isso faz com que as peças desgastem menos, e o motor dure por muito mais tempo. Além disso, um bom óleo diminui a perda de vapor e promovem a estabilidade química.

Mas, você pode potencializar ainda mais a função desse elemento, conhecendo melhor os tipos existentes, as vantagens de cada um e a diferença entre eles. Por isso, nós reunimos aqui tudo sobre o assunto para te ajudar na escolha!

óleo lubrificante
Reprodução – Shell

Principais tipos de óleo lubrificante

De maneira geral, são três os tipos de óleo lubrificante que você vai encontrar no mercado. Embora possuam basicamente a mesma função, eles são formados de forma diferente, o que é o principal diferencial entre eles. Além disso, cada um é melhor aproveitado em determinado tipo de motor. Descobrir isso vai fazer toda a diferença no seu jeito de cuidar do seu carro. Antes de escolher o óleo para o seu veículo, confira as especificações da própria montadora para o modelo. Assim você vai ter certeza de que colocará no seu carro a melhor ferramenta para o funcionamento do seu motor.

minerais

Os óleos minerais são aqueles retirados do refinamento do petróleo bruto. Ele costuma ser o barato, por exigir uma tecnologia menor na produção, diferente dos demais tipos. Talvez por essa razão ele também seja o mais utilizado.

Ele ainda se divide em três outros tipos. Primeiramente, o naftnênico é o mais indicado para temperaturas mais baixas. Também há o parafínico, que é mais indicado para temperaturas razoavelmente altas. Uma das principais vantagens desse tipo de óleo é a baixa oxidação, o que faz com que sua vida útil seja mais longa. Por fim, ainda há o misto entre os óleos minerais. Trata-se de uma mistura feita com naftnênico e o parafínico, o  que dá ao óleo características das duas origens.

Se comparado aos óleos sintéticos, o óleo lubrificante mineral é menos eficiente na variação de temperatura do motor. Por essa razão, ele é mais indicado para motores mais antigos.

óleo lubrificante
Reprodução – Roda Rio

sintéticos

Ao contrário do primeiro tipo, um óleo lubrificante sintético se desenvolve a partir de laboratórios. Além disso, ele sofre um processo de aprimoramento químico, com aditivos de alta performance. Por causa da sua alta resistência à capacidade do fogo, é bastante indicado para ambientes que trabalham em altas temperaturas, até 150ºC. Para saber qual é o tipo de óleo lubrificante sintético mais indicado para o seu carro, o ideal é observar questões como viscosidade, classificação e desempenho.

Assim como os minerais, os sintéticos também possuem subdivisões. Os hidrocarbonetos, por exemplo, são sintetizados, o que elimina as impurezas e os radicais livres. Como resultado disso, o óleo resiste maior à oxidação. Além disso, há também os poliolésteres, que também são super utilizados na fabricação de outros elementos como óleos de freio, fluidos de corte e outros.

Há também os diésteres, que possuem um grande potencial lubrificante que também resulta na produção de graxa lubrificante. Enquanto isso, os óleos de silicone, também uma subclassificação dos sintéticos, possuem boa resistência às variações de temperaturas, além do bom índice de viscosidade. Por sua vez, os poliésteres perfluorados são bastante estáveis quanto a influência de produtos químicos. Entretanto, pode ser aproveitado apenas em temperaturas inferiores a 26ºC. Caso contrário, eles liberam elementos tóxicos.

semissintéticos

Como parece óbvio, os semissintéticos são um tipo de mistura do óleo lubrificante mineral com o sintético. Mais do que isso, trata-se da combinação das melhores propriedades de cada um. Esses possuem aditivos de altíssima qualidade, que prometem maior resistência à oxidação, além de uma pureza na estrutura que oferecem melhor desempenho ao veículo.

De maneira geral, ele fica entre os minerais e os sintéticos, tanto no preço quanto na qualidade. Essa é uma demonstração de boa tecnologia que aumenta a vida útil do motor. Além disso, esse tipo de óleo lubrificante diminua a formação de depósito, borra e verniz. Assim, mesmo em altas temperaturas, ele cumpre a sua função de maneira bastante satisfatória.

Para saber se esse é o tipo de óleo ideal para o seu carro, você pode conferir as informações dispostas no manual do proprietário do seu veículo. Lá estão as indicações ideais a respeito do grau de viscosidade, da classificação do desempenho do óleo e demais propriedades. E, então, a escolha com certeza será mais segura. Se for o caso, conferir as informações com o seu mecânico de confiança também pode ser uma boa ideia.

Leia também: Motor 24 Válvulas: Mitos e curiosidades

Receba nossas novidades em primeira mão!


Estamos com instabilidade no nosso número principal

(31-33734355)

Favor entrar em contato
pelos números abaixo: