Tópicos

motor AP

Motor AP: História e características

O Motor AP é um daqueles clássicos cuja história precisa ser conhecida. Apesar de não ter nascido na VW, trata-se de uma das maiores apostas da montadora e que, convenhamos, deu muito certo. Essa peça incrível e de alta performance nasceu para implementar o mundo militar. Entretanto, acabou se tornando um dos maiores clássicos do mundo automotivo.

E aí, ficou curioso? Não tem problema. A gente mata essa curiosidade com uma reunião incrível de fatos e curiosidades sobre o Motor Ap. Para isso, continue com a gente neste post!

Motor AP
Reprodução – Autoentusiastas

O que é Motor AP?

O Motor AP é, conforme a própria sigla já aponta, um Motor de Alta Performance. Embora tenha construído sua história de sucesso na VW, a verdade é que esse motor nasceu na Mercedes-Benz. E, durante os seus 27 de protagonismo no mercado automotivo, essa peça equipou carros de sucesso como o Gol, o Escort e o Santana.

No começo, a ideia era trazer para o mercado motores de quatro cilindros para os carros da Audi, que fazia parte da Marcedes-Benz, à época. Embora o projeto fosse inovação, a inspiração era bastante antiga, de um projeto militar da década de 1950, também iniciado pela marca alemã.

Enfim, o Motor AP veio parar no Brasil juntamente com o Passat. Pouco tempo depois de estar por aqui, o motor passou pela primeira inovação, em 1982, ganhando novos pistões, novos comandos de válvulas, e outros benefícios.

Durante todo esse tempo, a peça era conhecida por outras nomenclaturas. Mas, em 1985, após corrigir algumas falhas apresentadas pelo conjunto mecânico, a peça realmente passou a ser chamada de Motor AP. E, durante os seus 27 anos de existência, o motor equipou carros considerados icônicos até o dia de hoje. É o caso, por exemplo, o Santana Executivo e o Gol GTI.

Como funciona o Motor AP?

Ao longo da sua existência, o AP passou por grandes evoluções. Assim, além de ganhar em tecnologia, o motor  também apresentava uma perspectiva de baixo consumo, o que é bastante atrativo. Além disso, a VW investiu bastante na redução do NVH e fez dele uma peça mais leve e compacta.

Esse tipo de motor se desenvolveu em uma época em que os carros eram muito caros. Então, um bom motor deveria considerar durabilidade, por isso o Motor AP era feito para durar. Assim, o funcionamento contava um caracol mágico, novas bielas de 144 mm e um novo comando de válvulas melhorado assim que chegou ao Brasil.

Uma da grandes razões para o AP faça tanto sucesso, é o fato de ser um ótimo motor para “preparações”. Não é incomum encontrar por aí motores AP modificados. A  ideia, com essa prática, é extrair o máximo de potência do motor, elevando-a em até 10 vezes em alguns casos. Assim, o que se vê hoje de um motor AP preparado, geralmente é o pouco uso do propulsor, e exploração de equipamentos instalados como pistões, bielas e válvulas especiais.

Motor AP
Reprodução – Canal da Peça

Benefícios do Motor AP

Primeiramente, o motor se faz querido ainda hoje por causa da economia que oferece. Afinal, desde o início, o Motor AP ofereceu alta performance com a possibilidade de manutenção mais simples e barata. Convenhamos, esse é um bom motivo para atrair o interesse dos apaixonados por carros. Além disso, a facilidade de encontrar peças e a versatilidade delas, torna o processo de cuidado e manutenção muito mais fácil.

Em seguida, a potência natural do motor também é um grande benefício. Assim, muitos interessados procuravam carros que possuíssem esse tipo de motor, certos de que teriam um bom resultado no desempenho do veículo adquirido. Pois, a formação do conjunto mecânico era uma promessa do que o condutor teria disponível.

Além disso, o motor possui como vantagem a possibilidade de ‘turbinação caseira’. Para muitos, esse talvez fosse o principal benefício da aquisição. A propósito, ainda hoje eles são utilizados para esse tipo de preparo. Quando se fala em ‘preparo’, estamos falando de ajustes que são feitos nos motores, a fim de que eles ganhem ainda mais potência.

É claro que, esse tipo de ação diminui consideravelmente a vida útil do motor, afinal, está se adiantando uma potência que ele demoraria mais tempo para entregar de maneira natural. Mas, a depender do tipo de preparação utilizada, o motor pode render até 1000 cv de potência, o que é dez vezes mais do que a produção natural.

Enfim, trata-se de um motor desenvolvido para ‘viver muito’. Isso se prova com o material utilizado em sua confecção que mistura leveza e durabilidade, o que era um desafio para a época. Assim, o sucesso foi tanto, que embora tenha sido produzido pela última vez há quase 10 anos, ainda é possível ver uma movimentação no mercado de usados.

Leia também: Óleo lubrificante: Tipos e diferenças

Receba nossas novidades em primeira mão!


Estamos com instabilidade no nosso número principal

(31-33734355)

Favor entrar em contato
pelos números abaixo: