Tópicos

ponto cego

Como ajustar o retrovisor para eliminar os pontos cegos

Com certeza você já sabe o quanto pequenas atitudes podem salvar as ocorrências no trânsito, não é mesmo? Afinal, são também coisas pequenas que podem causar um grande desastre. É o caso de um ponto cego, por exemplo.

O retrovisor é uma ferramenta indispensável na hora da direção segura, e isso não há como discutir. Contudo, a fim de que ele cumpra sua tarefa com o maior êxito possível, você vai precisar direcioná-lo corretamente. Isso porque, os pontos cegos na direção estão entre os grandes responsáveis por acidentes.

Então, é importante que você saiba tudo sobre o assunto. E é por isso que reunimos aqui tudo o que você precisa e as melhores dicas para fazer o ajuste ideal.

O que é um ponto cego?

De maneira geral, um ponto cego é uma certa posição de onde não se tem visibilidade. Ou seja, são áreas de que não se tem visibilidade, pelo fato de os espelhos não conseguirem captar.

O grande problema é que essa questão pode ser um fator crucial de geração de acidentes. Afinal, durante uma ultrapassagem, por exemplo, esse ponto cego pode ser um outro veículo do qual não se tem visibilidade. Ou, quem, sabe, em uma manobra que exige ré, um pedestre pode estar exatamente no ponto cego. Como se pode ver, a questão é muito mais complexa do que parece. Então, vale a pena aprender como diminuir o risco posicionando melhor os retrovisores.

Como ajustar os retrovisores corretamente

Como os retrovisores são os principais aliados na hora de eliminar os pontos cegos da direção, é neles que deve estar o seu foco. Para que cumpram mesmo a missão, você vai precisar posicioná-los corretamente.

Carros

Quando se trata do ponto cego de carros, o condutor precisa estar atento a alguns cuidados essenciais. Na verdade são técnicas próprias para garantir a melhor visibilidade possível.

Primeiramente, a fim de regular o seu retrovisor esquerdo, você vai precisar inclinar a cabeça até encostar no vidro esquerdo. Então, se mantendo nessa posição, você deverá posicionar o espelho de maneira que veja apenas a traseira do veículo.

Agora, para o ajuste do retrovisor direito, a técnica é um pouco diferente. Nesse caso, você deverá posicionar a cabeça no meio dos bancos da frente, se alinhando ao centro do carro. Em seguida, o processo é o mesmo: você precisa posicionar o retrovisor direito de modo a ver apenas a traseira do veículo.

Finalmente, o espelho interno do centro do veículo também precisa ser posicionado devidamente. Para isso, você vai ajustá-lo de maneira a enxergar bem o centro do vidro traseiro. Obviamente, é importante que não haja objetos internos atrapalhando essa visão.

ponto cego
Reprodução Canva

Motos

Embora pareça novidade para muitos, os condutores de motocicletas também precisam cuidar para diminuir um possível ponto cego. Nesse caso, a ferramenta é a mesma: os retrovisores.

Essa será a sua primeira tarefa ao se sentar na moto: ajustar os retrovisores. Nesse caso, ao invés da traseira do veículo, o ponto de referência será seus próprios ombros.

Caminhões e ônibus

Se motocicletas e carros menores podem propiciar um ponto cego, imagine veículos maiores como os caminhões e ônibus. Nesse caso, vale reforçar não somente o posicionamento dos retrovisores, mas, a atenção também.

Então, a ideia é ficar sempre atento ao que acontece ao redor do veículo, especialmente do seu lado direito, onde as ocorrências podem ser mais frequentes. Para potencializar a segurança e evitar incidentes e acidentes, invista na sinalização correta de cada manobra no trânsito.

Cuidados extras

Apostar em equipamentos extras é sempre uma boa ideia quando se trata de ponto cego. Assim, além da eficiência dos retrovisores ajustados, você conta com uma ajuda extra da direção defensiva e contribuição ativa para a segurança no trânsito.

Pensando nisso, você pode adotar equipamentos disponíveis, por exemplo. Entre eles estão, por exemplo, espelhos extras, sensores e câmeras de ré. Essas ajudas externas pode impedir que você seja pego de surpresa por elementos que “surgem do nada” no trânsito.

Além disso, alguns hábitos podem ajudar nessa potencialização da segurança. É o caso, por exemplo, de se evitar corredores, quando se está de motocicleta. Afinal, não é nada bom estar no ponto cego de alguém, não é mesmo?

Para todos os demais veículos, manter uma distância segura do veículo da frente também é uma boa saída. Finalmente, manter os faróis ligados também pode diminuir a ocorrência de incidentes por causa de pontos cegos. Isso porque, embora nem sempre o veículo da frente possa te ver, a luz do seu farol pode ser um bom indicador da sua presença. Assim, você, seu veículo e seus ocupantes estarão muito mais seguros.

 

Viu só, como manter a visão limpa na condução pode fazer toda a diferença? O melhor de tudo é que isso depende apenas de ações simples. Contudo, embora simples no sentido de execução, fazem uma grande diferença no contexto do tráfego.

Clique e saiba como proteger seu veículo

Estamos com instabilidade no nosso número principal

(31-33734355)

Favor entrar em contato
pelos números abaixo: