Qual a moto mais econômica do Brasil?

moto mais econômica

Rodar pelo tráfego de motocicleta é mais do que uma opção. Na verdade, para muitos, é uma questão de sobrevivência, já que em algumas cidades o trânsito é uma verdadeira selva. Entretanto, além da agilidade que esse tipo de veículo proporciona, a economia também é um ponto bastante considerado na hora da escolha. Especialmente porque a moto é objeto de serviço para muitos trabalhadores. Assim, manter uma moto mais econômica é também sinônimo de potencialização da produção.

Então, para ajudar no processo de escolha da moto mais econômica para o condutor, selecionamos aqui aquelas que melhor se encaixam na categoria.

Honda Pop 110i

Para quem lida com demandas menores no quesito peso e velocidade, a Honda Pop 110i é bastante cotada como moto mais econômica. Sua questão de economia começa desde o seu preço de compra, que também é o mais barato do Brasil. Apesar de possuir o mesmo motor da Biz 110, a Honda Pop é mais leve, menor, e possui câmbio manual ela já começa a promover economia pelo combustível.

A Honda Pop 110i é encontrada no mercado por valores a partir de R$ 6.706,00. Seu motor trabalha a partir de 109,1 cm³ com 7,9cv. Essa estrutura permite á motocicleta um desempenho inacreditável de 55 km/l, o que não deixa a menor dúvida sobre o motivo de ser a moto mais econômica do Brasil.

Honda Biz 110i

Mais uma vez figurando a lista a Honda tem mais uma em seu portfólio que pode ser considerada como moto mais econômica. Embora ela seja muito vendida no país juntamente como a Biz 125, a 110 é a CUB mais comercializada no país. A começar pelo seu preço, algumas especificidades justificam. É o caso, por exemplo, das rodas raiadas e freios a tambor, que compõe a versão mais simples. Apesar da apresentação minimalista, o excelente desempenho e economia compensam a estética.

Por valores a partir de R$ 8.476 é possível encontrar um desses modelos no mercado. Com o mesmo motor da Pop, a potência em cv é um pouquinho maior; 8,3 cv. Da mesma forma, com uma estrutura um pouco maior do que o modelo anterior, a Biz 110i é capaz de fazer até 52,9 km/l.

Yamaha 125 Factor

Apesar das boas opções de motos menores, alguns condutores preferem aquelas um pouco maiores. Aparentemente mais imponentes, elas também possui uma estrutura mais pesada e, quase sempre, podem suportar mais peso. No caso da Factor, por exemplo, é o caso de um bom desempenho, um design mais robusto e uma economia que ainda compensa. Ela faz rivalidade direta com CG 125 da Honda.

O motor da Yamaha Factor é aquele de 149 cm³. Conforme a estrutura pede, a potência também é aumentada em relação àquelas já citadas aqui. Com 11,1 cv de potência, a Factor se destaca como mais econômica por fazer até 42 km/l de consumo. Tudo isso por um valor que beira a R$ 9.990.

Honda Biz 125

Como não podia ser diferente, mais uma variante da Biz para pleitear o título de moto de mais econômica. Não poderia ser diferente, já que a Honda é quem mais vende motocicletas no país. De maneira geral, a Biz é uma motocicleta bastante procurada por que está iniciando a vida de piloto. Ela é bastante vista no trânsito brasileiro também sendo pilotada por mulheres e jovens que procuram uma motocicleta funcional, econômica, e fácil de sustentar no trânsito que muitas vezes é caótico.

Suas diferenças da Biz 110 são bastante pontuais, embora muito importantes. Embora a questão de aparência não tenha sofrido muitas modificações, a 125 ganhou mais robustez na potência. Como seu próprio nome já diz, nesse modelo a potência é de 125 cilindradas com 9,2 cv. Isso faz bastante diferença na hora da aceleração e da economia de combustível. Apesar de ser um pouquinho mais pesada que a 110, a 125 é de fácil dirigibilidade e consume apenas algo em torno de 52 km/l  no quesito combustível.

Honda Elite 125

Figurinha carimbada no ranking, a Honda tem mais uma como moto mais econômica. A Honda Elite 125 é um dos lançamentos da marca. Mais do que uma novidade, ela também mais uma opções de potencial. É uma motocicleta bastante requisitada por quem deseja facilidade de condução, leveza e economia.

A Elite 125 é possui motor 125 cc e 9,34 cv. Além de ser ser automática e leve, ainda promove uma grande economia de consumo. Com ela é possível rodar até 50 km com 1 litro de gasolina.

Dentro do que se espera de uma moto econômica, estão quesitos que vão além da economia do combustível. São pontos que passam pelo preço de compra, pelas necessidades de manutenção, pela disponibilidade da marca com assistência, pelo cuidado ergonômico e todos os outros detalhes de composição da moto. Isso porque, cada ponto desses, embora nem sempre pareça financeiro num primeiro momento, acaba por desaguar em um impacto que exige investimento econômico. Por isso, antes da aquisição, análises de perfil do usuário, desempenho que se espera da moto e esforços de manutenção devem, sim, ser cuidadosamente consideradas.

Quer saber mais sobre o assunto? Fale com a gente!