Motor TSI: História e características

Motor TSI

Para os apaixonados por carros, cada novidade no mundo da potência automobilística é ansiosamente aguardada. O motor TSI, por exemplo, é um lançamento que mistura otimização de espaço com aumento de potência. Essa mistura é a harmonia perfeita para o desempenho no tráfego, conforme alguns motoristas.

Mas, você sabe o que é um motor TSI? Qual a diferença entre os demais motores e quão benéfico é possuir um carro que carregue essa peça? Para saber tudo sobre o motor Turbocharge Stratified Injection, continue com a gente!

O Que é Motor TSI?

o motor TSI é o lançamento da VW, inicialmente, em veículos 1.0, com três cilindros. Com o tamanho reduzido e a potência aumentada, esse é o tipo de motor que faz toda a diferença na escolha de quem deseja adquirir um automóvel. Essa é daquelas peças, além de potencializar a força do seu carro, vai ajudá-lo a economizar combustível.

Com o sucesso da tecnologia, outros veículos também receberam a peça. É o caso, por exemplo, dos Golfs 1.5, e 2.0.  A propósito, o seu sucesso e eficiência também estão espantados no fato de o motor TSI ter sido eleito o “motor do ano” pela nona vez consecutiva. Essa criação da Volkswagen representa uma grande revolução quando o assunto é tecnologia e motor turbo alimentado com injeção direta.

Todo o conjunto da obra resultou em um motor superpotente, eficiente e econômico. Para saber todos os detalhes sobre essa novidade, continue a leitura deste post!

Como Funciona o Motor TSI?

No funcionamento do motor TSI, tudo funciona harmonicamente a partir de uma sobrealimentação. Isso quer dizer que o turbo presento no conjunto mecânico comprime uma parte do ar de saída. Dessa forma, o motor reaproveita uma parte do ar que já oi utilizado pelo motor. Esse processo faz com que a massa de ar aumente e se transforme em alimentação do motor.

Então, durante a realização de sua tarefa, o motor é alimentado por uma injeção direta de combustível que, após o aumento da massa de ar, passa para a câmara de combustão de forma pulverizada. A alta pressão com que é trabalhado faz com que o sistema utilize menos combustível e, consequentemente, polua menos o meio-ambiente.

Esse movimento de utilização e reutilização do ar, é possível apenas após algumas combinações entre elementos do motor. Primeiro, o sistema conta com um sistema de injeção direta. Ele costuma ser bem mais eficiente do que aquele sistema comum de injeção. O primeiro motivo para que isso aconteça é que,  a injeção direta tem mais precisão na hora de levar o combustível, disponibilizando aquilo que o carro está realmente exigindo a partir do seu comportamento.

O motor TSI também trabalha a partir da utilização de um turbocompressor. Esse é o equipamento que aumenta a potência do motor, e poupa mais energia. Sua formação se dá a partir de duas câmaras de metal, como formato de caracol, e um eixo entre o sistema de escape e o de admissão do motor.

Já a válvula wastegate é o que atua como o acelerador de todo o processo. É ele também que controla os gases que passam pela turbina. A fim de que cumpra o seu papel com excelência, a válvula é fechada em regimes baixos de rotação, para que o turbocompressor recebe apenas o volume necessário de gases.

Benefícios do Motor TSI

Uma das principais vantagens de um motor TSI é que ele aumenta consideravelmente a potência do veículo. Isso acontece por causa da função do turbocompressor de colocar mais oxigênio para a combustão. Além, disso, a injeção direta contribui para  o aumento da potência à medida que pulveriza o combustível no motor. A boa notícia é que, além do aumento da potência, esse tipo de funcionamento do motor também é mais benéfico para o meio-ambiente.

A segunda vantagem é que, a utilização do motor TSI também faz o veículo mais econômico. A propósito, esse é um dos grandes objetivos da criação do motor, além da potencialização da força. Para que isso seja possível, esse tipo de motor adota algumas estratégias, uma dessas é a utilização do turbo de baixa inércia. Por causa da sua habilidade de reaproveitar parte do ar que já foi utilizado pelo motor, também gera ainda mais economia para o veículo. Além disso, esse tipo de utilização e trabalho faz com elementos mecânicos e de ações como trocas de óleos e filtros sejam iguais aos modelos que não sejam tão eficientes.

O desenvolvimento constante da tecnologia é um fator que deve ser melhor aproveitado. Se você pode optar por opções cada vez mais inteligentes e tecnológicas, não faz sentido estar apegado ao classicismo que, muitas vezes, traz ainda mais gastos. Assim, o ideal é crescer com o mundo e se desenvolver com as opções que ele disponibiliza. Todo mundo ganha!
Leia também:
Receba nossas novidades em primeira mão!