Tópicos

Fiat Tempra

Fiat tempra: Conheça sua história

Com certeza ainda é possível que você encontre por aí um Fiat Tempra. Afinal, embora já se destaque como um carro histórico, a evolução dos carros sedã não é algo tão antigo assim. Por causa da aposta da Fiat em novos conceitos, o Tempra fez sucesso no trânsito, e deixou para trás os demais modelos de sua categoria.

Assim, a década de 90 foi marcada por esse carro incrível. E, após seu lançamento na Europa, o modelo alcançou muitos países, sendo o primeiro em muitos aspectos.

Para que você saiba tudo sobre a história e evolução do Fiat Tempra, continue com a gente neste post!

Como nasceu o Fiat Tempra

Conforme já adiantamos, o Fiat Tempra tem berço na Europa e nasceu em 1990. Assim, seu nome também é bastante europeu, pois vem do italiano ‘temperamento’. Ao que parece, o nome fazia jus ao carro, assim como um visual equilibrado, moderno e ostensivo ao mesmo tempo.

Entre os principais diferenciais, o carro trazia bastante espaço e conforto. Além disso, o carro inovava com a apresentação em quatro portas, painel com instrumentos digitais e bom espaço para a bagagem. Quanto ao estilo, o desenho de uma traseira mais elevada dava bastante estilo ao carro. Toda a criatividade foi desenhada por um estúdio italiano chamado IDEA, que um tempo depois também desenharia o Palio, que é já atravessa gerações.

Fiat Tempra
Reprodução: Free 3D

Embora já houvesse outros sedans no mercado, o Fiat Tempra era o mais generoso deles. É possível ver isso, por exemplo, nas medidas do carro. Afinal, o modelo compreendia 4,35m de comprimento, 1,39m de largura e uma distância entre eixos de 2,54 metros. Além disso, esse foi um dos primeiros veículos que permitiu a viagem mais confortável de cinco passageiros. E o porta malas podia acompanhar isso, oferecendo 550 litros de capacidade de bagagem e mais um estepe.

Logo no primeiro modelo, o interior também era alvo de bastante atenção. Inclusive porque a marca investiu bastante em um reforço estrutural em aço galvanizado que tirasse a má impressão dos carros italianos anteriores.

Quanto à estrutura mecânica, o Fiat Tempra possuía duas versões de modelos. Assim, nas versões básicas era possível encontrar motores que iam do 1.4 a gasolina e 76 cv até um 2.0 litros de 115 cv. Ele também podia ser encontrado com motor a diesel 1.9.

Ainda no primeiro ano, também na Europa, a marca passou a oferecer uma versão conhecida como perua. Tratava-se do Fiat Tempra SW, com as mesmas especificações do modelo anterior, mas, com mais espaço disponível no porta malas.

Fiat Tempra no Brasil

Apenas um ano após o seu lançamento na Europa, o Fiat Tempra foi introduzido no Brasil. Essa era uma grande conquista para o país, já que contava com quase cem por cento de nacionalização. Entretanto, o modelo chegou por aqui com algumas diferenças no design. Entre as principais alterações estavam a apresentação de retrovisores maiores. Além disso, a apresentação era um design mais esportivo, entretanto, com menos itens do que o carro em sua versão estrangeira.

Enquanto isso, o conjunto mecânico também sofreu alterações ao ser apresentado no Brasil. Entre elas, o chassi recebeu um trabalho diferente, inclusive com mais pontos de soldas e suspensão mais alta. Ao que tudo indica, essa parecia uma necessidade de adaptação já que as estradas brasileiras apresentam diferenças em relação às europeias.

Fiat Tempra
Reprodução: Pinterest

Evolução

A partir de então, os modelos passaram a contar com mais opções e possibilidades. Através dos anos, versões novas se apresentaram com cada vez mais potência e energia.

Depois do lançamento no país, dividido entre uma versão mais básica chamada de ‘Prata’ e uma mais luxuosa, chamada de ‘Ouro’, outros veículos vieram a seguir.

Dois anos depois, o Fiat Tempra 16V revolucionou o mercado automotivo brasileiro. Aqui já apareceram algumas inovações importantes, como reforço no câmbio, na suspensão e na adição de discos de freios. Além, claro, do aumento da potência nesse novo modelo.

A potência continuou a receber reforços nas versões seguintes. Como resultado disso, o Tempra Turbo ganhou em potencial de velocidade e opcionais como ar-condicionado digital e outras adaptações em tecnologia, em 1994. Logo depois, no ano seguinte, o Tempra suíte invadiu o mercado, como um modelo mais esportivo, ao mesmo tempo que confortável, de duas portas.

O ano seguinte também trouxe novidades. Em 1996, o mercado ganhou o Tempra Facelift, que contava com inovações, especialmente em questões como luzes, através da apresentação de faróis menores, duplo refletor, e lanterna traseira em forma de gota.

Como tudo terminou

Pouco tempo depois, em 1998, a produção do veículo se encerrou no Brasil. Isso aconteceu logo depois da introdução do Fiat Marea no mercado automotivo, no mesmo ano. O encerramento da produção fez a procura crescer sobre o Fiat Tempra, aumentando também o valor praticado nas vendas.

Leia também: Ford Maverick: Conheça sua história

Receba nossas novidades em primeira mão!


Estamos com instabilidade no nosso número principal

(31-33734355)

Favor entrar em contato
pelos números abaixo: