A Montana está de volta! Saiba tudo sobre

Montana

Completamente preparada para brigar com a Fiat Toro, a Montana está de volta! Apesar do nome, o novo modelo nada tem a ver com a icônica Montana. Ao que tudo indica, o veículo vai chegar ao mercado ainda 2023, mas, já está encontrando altas expectativas a seu respeito.

Trata-se de uma estrutura totalmente nova e de um projeto brasileiro. Embora muitos detalhes ainda sejam desconhecidos, já há muitos spoilers por aí, e nós queremos compartilhá-los com você!

Para ficar por dentro de todas as curiosidades sobre o assunto, basta acompanhar este post até o final!

Antiga Montana

A antiga Montana reúne toda a utilidade de uma picape, enquanto também é elegante como um veículo cupê. Seu design foi uma espécie de evolução do Corsa, ente 2003 e 2010. Já geração que viria a seguir foi baseada no Agile quanto a itens como o painel e até o design de sua frente.

Em 2016 o carro ganhou mais uma versão. E, dessa vez, os traços eram do Onix, reunindo toda a sua modernidade do design no Onix. Mas, aqui o carro apresentava as opções de cabine simples, cabine estendida e cabine dupla. Além disso, a terceira versão também trouxe mudanças significativas no motor e itens de série.

Foto/Reprodução: Carpress
Foto/Reprodução: Carpress

Nova Montana

E, agora, a Montana está de volta com o propósito de renovar o portfólio da empresa no Brasil, além de atender e satisfazer totalmente o seu público. Assim, o desenvolvimento do modelo parece ter acontecido a fim de suprir todas as necessidades e desejos do público em potencial. Isso significa uma reunião bastante atrativa de boa tecnologia, design moderno, presença ostensiva, boa capacidade de carga, desempenho e economia invejáveis e muito espaço interno. Como parte da estratégia, o conceito explorado é o Max Cab. Essa é maneira perfeita de garantir o equilíbrio entre o espaço interno e as capacidades da caçamba.

Quando o assunto é o design, parece haver uma inspiração no modelo do Tracker. Isso pode ser percebido no perfil da picape. Outros detalhes também trazem essa impressão. É o caso, por exemplo, da grade dianteira, que apresenta um design parecido com a do Tracker. Entretanto, espera-se itens exclusivos como luzes diurnas de LED e uma disposição diferenciada dos faróis principais.

Desempenho

Quanto ao desempenho, essa versão totalmente renovada também certamente vai te impressionar. Afinal, tudo indica que a ideia é apresentar um motor potente, 1.3 turbo, capaz de oferecer uma potência de 133 cv a 5.600 rpm quando abastecido com álcool, ou 112 cv a 5.600 rpm a partir do abastecimento feito com gasolina. Essa é a configuração do Tracker, e pode ser repetida na nova aposta da GM também.

Além disso, o torque também impressiona, pois, são 17,7 kgfm a 2.800 rpm que dão as melhores experiências possíveis. Com toda essa configuração, a picape pode atingir a velocidade máxima de 182 km/l no abastecimento a álcool e 210 km/l quando se alimenta o carro com gasolina.

Por fim, todo esse conjunto de possibilidades também proporciona um bom consumo de combustível. O que também é uma excelente notícia. Então, para esse veículo, espera-se um consumo médio de 8,3 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada, com o abastecimento a gasolina. Enquanto isso, o abastecimento a álcool apresenta uma média um pouco menor, sendo 6,5 km/l na cidade 9 km/l na estrada.

Foto/Reprodução: Carpress Foto/Reprodução: Carpress

Estrutura

A estrutura da nova Montana utiliza uma base bastante comum de ser vista por aí. Afinal, é a mesma utilizada por SUVs compactos como o Tracker, que também pode ser encontrada em outros modelos como o Onix. Ao que parece, é uma estrutura promissora, já que deverá compor também a nova Spin.

Com a mesma transmissão que o Corsa utiliza, a Montana recebe uma alteração importante no diferencial, o que melhora o desempenho do carro. Da mesma forma, as suspensões dianteira e traseira garantem mais estabilidade e desempenho.

A expectativa do lançamento

Por enquanto, a nova Montana está ainda no campo do desejo dos brasileiros. Desde que foi anunciada, no mês de junho deste ano, a curiosidade foi ainda mais aguçada. E, ao que tudo indica, em 2023 teremos os exemplares disponíveis nas concessionárias do Brasil.

Depois do fechamento da Ford no Brasil, a GM reúne toda a expectativa dos apaixonados por picapes. Assim, ter um veículo como esse pensado e fabricado no país, é realmente uma boa notícia.

Além disso, convenhamos, esse é um nicho crescente e inovador. Pois, embora sejam tão ousados como as picapes maiores, como a Hilux e a Ranger, também é bastante versátil e funcional como os utilitários menores. Assim, é uma boa opção para objetivos diferentes. Tanto para o trabalho quanto para a curtição dos jovens motoristas, trata-se de uma boa escolha.

 

Enquanto ela não vem, a expectativa pela nova Montana só aumenta.

Leia também: Reator de hidrogênio para carros: Saiba tudo sobre

Receba nossas novidades em primeira mão!