Conheça a história de Lewis Hamilton

lewis hamilton

Lewis Hamilton é o detentor de vários marcos históricos dentro da trajetória da Fórmula 1. Dentre eles, o fato de ser o primeiro piloto negro da história da Fórmula 1 é um dos principais pontos de sua história. A propósito, em pleno século XXI, ele ainda protagoniza o esporte como sendo o único piloto de sua cor.

Aos 35 anos, e militante das causas de sua cor, Hamilton já coleciona a quebra de vários recordes no esporte. Além da luta contra o racismo, o jovem destaque também é é defensor de outras importantes como a sustentabilidade, o veganismo e o respeito aos direitos do animais.

Mas, o que mais se sabe sobre esse ícone do esporte? A fim de conhecer sua origem e trajetória, selecionamos os principais fatos da sua história.

Lewis Hamilton e Sua Origem

Hexacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton começou sua trajetória de vida na cidade de Stevenage. Filho de Anthony Hamilton, o piloto estrela nasceu em em 7 de janeiro de 1975. O atleta britânico mais bem pago do momento veio, na verdade, de uma infância pobre e simples.

Durante a infância, Lewis viveu em um apartamento ao norte de Londres, primeiro com a mãe suas meias-irmãs, depois, com o pai e sua madrasta Linda. Como prova de sua vida modesta, Hamilton chegou a dormir em um sofá-cama na sala do apartamento, por falta de espaço. Enquanto isso, seu pai se desdobrava em três empregos a fim de sustentar corretamente a casa e a família. Já nessa época, tendo identificado o talento do filho, os esforços do pai eram também a sua forma de investir na carreira do filho.

Início da Carreira

Conforme identificado pelo próprio pai, Lewis Hamilton manifestou talento e desejo por carros ainda na infância. Inclusive, sua história conta com registros de participações em campeonatos de carros de controle remoto, onde vencia os adultos. Ainda ao 5 anos, Hamilton ganhou do seu pai o seu primeiro Kart.

Ao que consta, quando ainda tinha 10 anos, seu pai pediu ajuda ao pai de Jenson Button a fim de providenciar um motor para o kart do filho. Afinal, John Button era alguém que os comercializava. Após ser atendido,, ainda aos 10 anos, Hamilton teve possibilitado o seu contato com a categoria. Como piloto de kart, ele se destacou, chegando a ser campeão da GP2 em 2006, quando foi o seu último ano na categoria.

Lewis Hamilton e a Fórmula 1

Na Fórmula 1, Lewis Hamilton tem sua estreia em 2007. Entretanto, mais do que sua estreia na pista, essa também foi a sua estreia no pódio. Pois, de maneira incrível, seu primeiro ano na categoria foi também o ano do seu primeiro título mundial. Sua entrada na categoria se deu por meio da McLaren ao lado do companheiro Fernando Alonso. Nesse momento, o jovem piloto já quebrava o marco de piloto mais jovem a conseguir um título mundial. Na classificação final, o ícone do esporte se firmou como o vice-campeão do ano, apenas a um ponto do campeão Kimi Raikkonen, um piloto finlandês da Ferrari.

Em 2008, Lewis Hamilton alcançou, efetivamente, o seu primeiro dos 5 títulos mundiais que viriam a seguir. Sendo fã confesso de Ayrton Senna, o piloto já alcançou a sua marca do seu ídolo. Agora, seu ideal é superar o marco de Michael Schumacher, a fim de se tornar o piloto mais vitorioso do mundo.

Declínio e Volta Por Cima

Assim como pessoas normais, o nosso jovem piloto também encontrou problemas na trajetória. Aliás, problemas considerados sérios ao ponto de fazê-lo sair dos trilhos na carreira automobilística. Ainda nos anos iniciais de sua carreira, em 2009, Lewis Hamilton encontrou problemas com algumas regras e punições da categoria. Com o carro não muito bem adequado às novas regras, a McLaren teve um de seus piores começos na Formula 1. Dessa forma, o piloto prodígio acabou por encerrar a competição ocupando a 5ª posição do campeonato.

Depois de 2010 também não ser um bom ano para o piloto. Hamilton ainda passou por problemas difíceis em sua vida pessoal. O fato é que esses problemas também refletiram no seu o ambiente profissional, o que fez com que ele perdesse o foco, se envolvendo, inclusive e acidentes nas pistas.

Quando, por fim, Lewis Hamilton retornava às suas capacidades plenas, em 2012, era a McLaren que passava por um mau momento. Então, depois de alguns desentendimentos, Hamilton deixou para trás a sua relação com a McLaren e iniciou sua parceria com a Mercedes que, naquele momento, tratava-se ainda de uma equipe mediana dentro da categoria.

Mas, foi na Mercedes que, em 2014, após uma reformulação significativa na Formula 1, que Hamilton renasce como imbatível. Nesse ano, o gênio das pistas se tornou bicampeão da Fórmula 1 e não parou mais. Em 2015 se fez tricampeão, tetracampeão em 2017 e penta em 2018. Mas, foi em 2019 que ele alcançou a marca de seis vitórias mundiais, um marco conseguido apenas por mais um piloto no mundo.

Agora, a sua principal luta e para igualar-se, em títulos ao recordista Michael Schumacher. E, ao que parece, logo logo esse marco virá.