Óleo de câmbio: quando é necessário trocar?

No artigo de hoje saiba quando se deve trocar o óleo de câmbio do seu veículo, seja ele automático ou manual…

A troca de óleo de câmbio, diferente do motor, não é tão recorrente. Por isso, alguns motoristas nem mesmo sabem que esse item precisa ser revisado. O problema é que deixar de revisar e trocar o óleo da caixa de câmbio quando necessário, poderá trazer inúmeros prejuízos para o proprietário do veículo.

Para que você possa evitar o pior, é interessante conhecer um pouco mais sobre a função desse óleo, o tempo aproximado de sua duração e alguns sinais e consequências que o óleo desgastado na caixa de câmbio pode causar. Saiba mais sobre o assunto:

Qual a função do óleo de câmbio?

O óleo de câmbio é essencial para o perfeito funcionamento do veículo. Ele atua como lubrificante, reduzindo o atrito entre as partes móveis e evitando o desgaste e corrosão das peças internas. Outra função do óleo é a de fluído hidráulico, por transmitir torque e manobrar peças internas, assim como atuar na refrigeração e limpeza do sistema.

Como saber o momento certo de fazer a troca de óleo de câmbio?

A única forma segura de saber quando trocar ou revisar o óleo de câmbio é consultando o manual que acompanha o automóvel. Não existe uma única resposta porque o tipo de transmissão do carro e o modelo apresentam variações nesse fator.

No entanto, é possível ter uma noção! Como o óleo de câmbio não fica em contato constante com sujeiras, contaminação e outras avarias, ele tem uma durabilidade muito maior do que o óleo do motor, fazendo com que o tempo médio para troca seja de 30 a 50 mil quilômetros rodados ou cerca de três anos. Se o veículo tiver transmissão automática e rodar em trânsito intenso, é necessário redobrar a atenção, pois a necessidade de substituição do óleo pode ser antecipada.

Powered by Rock Convert

O que acontece se o óleo de câmbio não for devidamente revisado?

Não realizar adequadamente a revisão do óleo de câmbio poderá provocar a quebra da caixa ou o superaquecimento. Além disso, poderá trazer diversas consequências para o funcionamento do veículo e até mesmo prejudicar outras partes. O óleo grosso devido à ausência de troca poderá travar o câmbio. Dependendo do prejuízo das peças, a caixa precisará ser trocada.

A insuficiência de óleo na caixa de câmbio automática poderá resultar na necessidade de substituição dos discos de fricção internos por danos. Caso se perceba o baixo nível de óleo na caixa, deve-se investigar se existem vazamentos. Pois como a queima de óleo na caixa não é normal, outro fator deve estar causando a baixa.

Quais os sinais de quando o óleo de câmbio precisa ser trocado?

Embora o câmbio não queime o óleo, sua troca é importante visto que, com o tempo, ele perde a viscosidade. Como sinal disso, ocorre o desgaste crescente das engrenagens da caixa, provocando ruídos e podendo resultar na sua quebra.

Esse fator também poderá resultar no baixo desempenho do automóvel, em trepidações diante da aceleração e durante a troca de marchas. O superaquecimento da caixa e do motor também estão entre as indicações da necessidade da troca de óleo de câmbio.

Realizar a revisão adequada de todos os componentes do carro é um importante fator de segurança, tanto por prevenir acidentes e acontecimentos do tipo, quanto por evitar que os usuários do carro fiquem vulneráveis no trânsito. Essa questão se torna ainda mais importante quando se trata de viagens. Conheça mais sobre o assunto lendo o nosso texto: Revisão geral: saiba quais itens olhar antes de viajar de carro.

Diferenças entre direção hidráulica e elétrica

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.