Conheça os diferentes tipos de faróis dos veículos

As luzes de um veículo são fundamentais para garantir tanto a visibilidade do condutor quanto de outros motoristas, ciclistas e pedestres. Para aumentar a visibilidade e a segurança no trânsito há diferentes tipos de faróis. Cada um deles possui características e funcionalidades diferentes. Neste post, você conhecerá alguns dos mais usados e aprenderá mais sobre eles. Confira!

Tipos de faróis

Farolete

Também conhecido como luz de posição, o farolete emite uma luz mais baixa para apenas delimitar a posição e o tamanho do veículo em uma via. O uso desses faróis é recomendado apenas durante o dia.

Farol baixo

De todos os tipos de faróis, o baixo é o mais usado pelos motoristas. Ele melhora a visibilidade em ruas, rodovias e estradas que já possuem iluminação pública. Além disso, deve ser utilizado durante o tráfego em túneis. Esse farol pode ser usado mesmo durante o dia, para aumentar a segurança e diminuir o risco de acidentes.

Farol alto

Quando na via não houver iluminação pública o farol alto deve ser utilizado. Como o próprio nome indica, ele é mais forte que o primeiro. Esse tipo de farol usa um feixe de luz com alcance aumentado e/ou lâmpada mais potente, iluminando maiores áreas frontal e lateral.

Farol de neblina

O conjunto de faróis de neblina é totalmente separado das outras luzes. Eles são posicionados de 20 a 30 centímetros de altura em relação ao solo, e ficam ligeiramente apontados para baixo. A intenção é iluminar a pista para o motorista, e não os obstáculos à frente do veículo. Ele é muito útil em situações de baixa visibilidade, como a presença de neblina, por isso o nome.

Powered by Rock Convert

O uso do farol de neblina não é permitido em casos sem necessidade, como por exemplo, boas condições de clima. Além disso, transitar com essas luzes ligadas em substituição aos faróis de neblina também não é permitido. É necessário fazer a regulagem correta para não atrapalhar os motoristas que trafegam no sentido oposto.

Farol de milha

Os faróis de milha possuem intensidade maior que os de neblina. Geralmente, são posicionados em linha reta na mesma altura que os faroletes e os faróis alto e baixo. Por isso, a chance de atrapalhar a visão de quem vem na direção oposta é muito grande.

Essas luzes são bastante usadas por veículos off-road, que são fabricados para atravessar terrenos com pouca ou nenhuma iluminação. Devido a potência, não devem ser usados no perímetro urbano ou em locais com grande movimentação.

Farol de xenon

Ao contrário da maioria das lâmpadas, que emitem luz por meio de um filamento no meio do bulbo, essas utilizam o xenônio, um gás nobre raro, ativado por uma descarga elétrica. O alcance pode ser até 3 vezes maior que o de lâmpadas halógenas, com apenas metade do consumo energético.

A má regulagem dos faróis de xenon, por parte de alguns motoristas, causou a restrição do uso desse tipo de farol no Brasil. Por conta da alta intensidade, a luz bloqueava a visão de quem vinha na direção oposta e as chances de causar acidentes eram maiores.

Esses são alguns dos principais tipos de faróis para veículos. A partir de 2021, será proibido instalar faróis de led ou xenônio em um veículo  que foi fabricado com lâmpadas halógenas. Nenhuma alteração poderá ser feita, nem mesmo na lâmpada de filamento que ilumina a placa. Fique atento à legislação para não transitar em desacordo, podendo ser multado e até causar acidentes. Ficou com alguma dúvida sobre esse texto? Comente abaixo.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco