Pneus: Diferenças entre remold e recauchutados

pneus

A utilização e a conservação correta dos pneus fazem toda a diferença na segurança e no funcionamento de um veículo. Ao mesmo tempo, na hora da troca, no entanto, o motorista pode adquirir um novo ou optar pelo reuso, comprando modelos reformados. A remoldagem e a recauchutagem são dois exemplos mais comuns. Além disso, esses processos, no entanto, se diferenciam pela forma de recuperação da peça. Neste post, listamos algumas diferenças entre os pneus remold e os recauchutados. Confira!

Reuso de pneus

O uso de pneus reformados no Brasil é permitido apenas para veículos de passeio, leves e comerciais. Por medida de segurança, é proibida a utilização em motocicletas, veículos pesados (ônibus e caminhões) e agrícolas (tratores).

Uma Portaria complementar no Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) altera algumas regras já existentes para reforma e venda de pneus usados no Brasil. De acordo com ela, peças em reuso, obtidas por quaisquer que sejam os processos, devem conter um selo de conformidade. Ele deve atestar a qualidade dos produtos reformados e ser obtido após alguns testes, contendo informações como:

  • — Tipo de reparo (recapado, remoldado ou recauchutado);
  • — Data do conserto;
  • — Número de reformas que já foram realizadas;
  • — Indicações de uso (tamanho, diâmetro, índice de carga, etc).

Publicada em outubro de 2015, essa Portaria dá um prazo de dois anos para fornecedores e revendedores se adaptarem. Para micro e pequenas empresas, no entanto, têm até outubro de 2018 para acatar as novas normas.

Tipos de pneus reformados

Dos processos de reforma de pneus, dois deles são bastante utilizados: a remoldagem e a recauchutagem. Ambos precisam ser feitos de acordo com as normas de segurança do Inmetro, mas possuem características distintas. Conheça as diferenças:

Powered by Rock Convert

Pneus remold

O processo de remoldagem consiste em raspar uma peça, já devidamente inspecionada, até chegar aos talões; componentes que ficam abaixo das partes compostas por borracha. Eles são fios de aço cobertos por cobre e atuam na fixação do pneu com a roda. Após a raspagem, o remold recebe uma camada estruturadora de borracha. Por último, o produto é encaminhado para a fixação das bandas de rodagem e das laterais por meio da vulcanização.

Pneus recauchutados

Já o processo de recauchutagem consiste na raspagem apenas da banda de rodagem, que é a parte que fica em contato direto com o solo. Após isso, é feita a colagem da nova cobertura de borracha para substituir a parte extraída. A junção, porém, é feita por colagem.

Qual é melhor?

Pela complexidade e qualidade do processo, os remold são os mais indicados dentre os pneus reformados. A duração é aproximadamente metade do tempo de um modelo 100% novo, alcançando até 30 mil quilômetros. O preço também gira em torno dos 50% na mesma comparação.

Essas são as diferenças entre os pneus remold e recauchutados. Ao realizar o processo de compra, fique atento à presença do selo obrigatório do Inmetro e pesquise sobre a empresa fabricante. Você já usou pneus reformados? Como foi a experiência? Compartilhe conosco!

Para-brisa trincado: O que fazer?

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.