Envelopamento de veículos: Entenda mais sobre essa modificação

envelopamento de veículos

Você sabia que o envelopamento de veículos e a aplicação de película nos vidros são ótimas maneiras de tunar carros? Também é possível mudar o visual do veículo, criar uma identidade única e até mesmo retocar alguns estragos na lataria. Porém, assim como a pintura, é preciso atentar-se ao que pode ser feito de acordo com a lei. Já que dependendo da mudança é necessário até alterar a documentação do automóvel. Neste post explicamos tudo para você. Confira!

Carros tunados

Existem diversas maneiras de criar carros tunados. Elas podem ser pequenas modificações, ou até alterações que mudam totalmente o veículo. De acordo com o artigo 98, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), só é permitido realizar modificações nas características de fábrica de um automóvel com autorização prévia. Tanto que todas as alterações devem respeitar as normas e limites estabelecidos pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito).

Existem também os carros tunados de competição ou exposição. Para esses também é preciso obter uma permissão prévia da autoridade de trânsito responsável, de acordo com o artigo 110 do CTB. Caso não tenha essa autorização, os automóveis devem ser transportados até o local por outros veículos, como guinchos e reboques. Assim sendo, os condutores que forem pegos sem a licença conduzindo um veículo tunado pode levar multa por diversos fatores.

Envelopamento de veículos

O envelopamento de veículos, também conhecido como plotagem, é uma técnica de caracterização da pintura do veículo. É a aplicação de um adesivo na lataria do automóvel, sobre a cor original. Ele pode ser feito de diversas formas, a fim de criar outra tonalidade ou efeitos foscos. No mercado são vendidos adesivos coloridos, com textura ou incolores.

Powered by Rock Convert

Não existem leis que proíbem o envelopamento de veículos. Porém, de acordo com o Detran (Departamento de Trânsito), o proprietário que alterar mais de 50% da pintura, precisará mudar o documento do automóvel. Apesar da regra, se a alteração for feita em detalhes, como teto ou retrovisor, não existe a necessidade de alterar a documentação.

Películas para os vidros

As regras para o uso das películas para os vidros são diferentes. A resolução 73/1998, do CONTRAN, estabelece os limites de escurecimento proporcionado pelo material. No vidro dianteiro, para-brisa, deve-se manter 75% ou mais da luminosidade. também, nos vidros das janelas dianteiras, o percentual cai um pouco, sendo permitido 70%. Assim como nas janelas traseiras cai para 50% ou mais.

Vantagens de envelopar um veículo

O envelopamento de veículos e a aplicação de película nos vidros trazem algumas vantagens para o carro. Além disso, o envelopamento protege a lataria e evita danos em pequenos acidentes, como esbarro de porta em um estacionamento. Já as películas diminuem a incidência dos raios solares no interior do veículo e podem aumentar a visibilidade do condutor dependendo das condições climáticas.

Em suma o envelopamento de veículos e aplicação de películas nos vidros são procedimentos que deixam os carros tunados. Antes de aplicar em seu veículo, veja as condições permitidas pelos órgãos de trânsito. Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário!

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco