Como medir a média de consumo de um veículo?

A elevação do consumo médio de combustível de um veículo pode ser causada tanto pela falta de manutenção quanto pelo modo de direção do motorista. Além de prejuízo financeiro pelo aumento no custo de rodagem, esse problema pode ser agravado se não for detectado a tempo, colocando em risco até a segurança no trânsito. Por isso, neste post ensinaremos você a medir a média de consumo e também como economizar combustível. Confira!

Média de consumo

O consumo médio de um veículo varia de acordo com a categoria e o combustível utilizado. As medições oficiais são realizadas anualmente pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBE), medido pelo INMETRO em parceria com o Conpet (Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural). A cada ano, com a descoberta e a implementação de novas tecnologias, as fábricas e montadoras conseguem produzir automóveis cada vez mais econômicos, elevando a média.

Algumas motos conseguem percorrer até mais que 55 quilômetros de distância com apenas um litro de gasolina. É o caso da Honda Pop 110i, de acordo com o fabricante. Já entre os carros, os modelos híbridos são os mais econômicos, o motor elétrico substitui o propulsor à gasolina em momentos de maior consumo, como no arranque e em baixas velocidades.

Mas nem todo veículo passa toda a sua vida útil com os mesmos níveis de desempenho e consumo. Isso porque alguns fatores interferem nos resultados, como defeitos em peças e o próprio modo de condução dos motoristas. Por isso, é fundamental aferir regularmente a média de autonomia.

Powered by Rock Convert

Como medir?

Medir a média de consumo de um veículo é muito fácil. Primeiro, é preciso encher o tanque com o combustível que você mais usa. Após isso, zere o hodômetro parcial, que é aquele medidor, controlado pelo motorista, de distâncias percorridas. O próximo passo é usar o veículo de acordo com a finalidade da medição. Se você quiser calcular o consumo rodoviário, abasteça próximo a estrada para que trechos urbanos não interfiram no resultado. Se o objetivo, no entanto, for o cálculo em relação ao uso rotineiro, faça a mesma rota que costuma fazer no dia a dia.

Rode com o veículo o máximo possível para que realmente possa ser calculada a média do consumo, ou seja, descartando situações extremas e inusitadas. No próximo abastecimento, anote a quilometragem marcada pelo hodômetro e complete o tanque. O número de litros que foram necessários para que o tanque volte a ficar cheio também deve ser documentado.

Agora, é só fazer a conta: divida o número de quilômetros rodados pela quantidade de litros reabastecidos. O resultado será a média de consumo do seu veículo. Por exemplo: se um carro rodou 200 quilômetros e o motorista teve que reabastecer 16 litros de combustível para que o tanque ficasse cheio novamente, a média de consumo é de 12,5 quilômetros.

Agora que você já sabe como calcular a média de consumo de um veículo, coloque em prática! Compare o resultado com os números oficiais informados pela montadora e, caso esteja muito abaixo, vá até o seu mecânico. Lembre-se que a manutenção preventiva pode evitar imprevistos e gastos desnecessários. Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Comente abaixo.

Você sabe o que é tabela FIPE?

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco