A história da Fiat

carros da fiat

Uma das marcas mais conhecidas no mundo é também a maior fabricante da Itália. A propósito, foi lá que nasceram os carros da Fiat, na cidade de Turim, em 1899. Batizada, por ocasião de seu surgimento, de Fábrica Italiana Automobilística de Turim, só 1906 passou a se chamar Fiat como abreviação do nome original. Como principais atrativos da marca estão os valores atribuídos aos veículos e a economia comum aos carros da Fiat.

Para os amantes do automobilismo, a paixão vai além dos carros. Na verdade ela perpassa a admiração pelos modelos e viaja pela história escrita por trás de cada sucesso.

História da Fiat no Mundo

Os carros da Fiat estão sendo montados há mais de cem anos debaixo da direção do poderoso clã italiano dos Agnelli. Conforme os registros históricos, as atividades da marca tiveram seu início em 11 de julho de 1899. Suas primeiras montagens foram traduzidas na produção do 4HP e, logo depois, o 24 HP Corsa.

De lá para cá, a marca alcançou um grande crescimento, ao ponto de se tornar detentora de 80% da participação no mercado de seu país. Embora tenha diversificado bastante a sua produção durante a Segunda Guerra, a Fiat continuou tendo como foco o mercado automobilístico.

Seu principal representante, Giovanni Agnelli, morreu em 1945. Embora ele tenha sido seguido por um de seus filhos, Edoardo não se interessava muito pelos negócios. Porém, tudo mudou em 1966 quando a empresa foi assumida por Giovanni, neto do fundador da Fiat. A partir daí, teve início uma grande explosão de crescimento da Fiat. Ao adquirir novas empresas, a Fiat se transformou em um conglomerado. Além de se tornar parte da Lancia e agregar a Alfa Romeo em 1986, a Fiat também, gradativamente tomou posse do controle da Ferrari.

Atualmente, após a morte de Giaani, em 2003, o conselho da FCA é presidido por seu neto John Elkann. Entretanto o principal executivo é Sergio Marchionne.

Powered by Rock Convert

História da Fiat no Brasil

No Brasil, os carros da Fiat chegaram em 1976. O local escolhido para receber a primeira fábrica foi Betim. A cidade, na metropolitana de Belo Horizonte abriga a maior produtora de veículos do Grupo. Nela são produzidas mais de 3 mil unidades diárias de veículos. Além da unidade de Betim, já está em andamento a construção de uma nova fábrica na cidade de Goiana, em Pernambuco. Com a implantação dessa nova base, a expectativa é que a produção de carros da Fiat aumente para 1,2 milhão de carros ao ano.

Apesar de apresentar uma extensa gama de modelos, o primeiro carro da marca a ser produzido no Brasil foi o emblemático Fiat 147.  Sua proposta trouxe inovações significativa com espaços e motor. Uma picape derivada de automóvel também foi lançada pela Fiat em 1978. E, um ano após, houve a apresentação do primeiro dos carros da fiat a álcool.

A partir daí, os próximos lançamentos também foram inovadores. Com modelos como a perua Panorama, o furgão Fiorino, um sedã chamado Oggi e, finalmente, o grande sucesso Uno. Este último, ganhou várias inovações e versões presentes no mercado até a atualidade. Depois dele ainda vieram outros modelos como o Tempra, o Tipo, o Palio, o Marea, o Strada, o Doblô, o Stilo, o Idea, e outros mais.

Além de abrir espaço para o crescimento do setor, a implantação da Fiat no Brasil contribuiu em muitas áreas. É o caso, exemplo, da criação de oportunidades de empregos com a abertura de milhares de vagas para candidatos do Brasil inteiro.

Embora uma das principais vantagens dos carros da Fiat seja a relação Custo x Benefícios, há histórico de variações. O Tempra 16v e o Tipo, por exemplo, foram lançados para atender às expectativas de clientes luxuosos e exigentes. Porém, suas versões populares e utilitárias é que são o carro chefe que leva a Fiat, seus veículos e sua história aos quatro cantos do país.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right