Tópicos

corrente da amoto

Quando e como otimizar a vida útil da sua corrente

O que faz com que a sua moto tenha uma vida útil prolongada, e o desempenho explorado ao máximo, é o cuidado que você tem com cada parte integrante da mecânica. E, dentre os pontos importantes está a manutenção do kit de transmissão. Especialmente quando se trata da corrente da moto, alguns cuidados são cruciais.

Mas, você sabe como fazer para manter essa parte da mecânica sempre em bom funcionamento? Aqui estão as melhores dicas sobre o assunto para que você tenha a melhor máquina possível.

Cuidados essenciais com a corrente da moto

Considerando que a moto é um meio de transportes dos mais utilizados atualmente, faz todo o sentido mantê-la sempre em boas condições. Especialmente em cidades maiores e com o trânsito mais denso, a motocicleta é de grande ajuda. Como a corrente da moto influi diretamente no seu desempenho, você precisa entender como cuidar devidamente dessa parte.

Confira se está com a corrente ideal

O primeiro passo para garantir uma vida útil extensa da corrente da moto é conferir se o modelo que você está usando é a ideal. Isso porque, essa é uma parte essencial do sistema de transmissão da moto.

Então, caso a corrente não seja a indicada para o seu equipamento, ao invés de potencializar a transmissão, você vai impedi-la. Logo, o sistema de transmissão será prejudicado, e a vida útil da própria corrente será menor.

Faça a limpeza da corrente

Um ponto importante ao qual nem todo mundo está atento, é quanto a limpeza da corrente da moto. Aliás, a limpeza do kit de transmissão como um todo é muito importante. Especialmente em tempos de chuvas e lamas, é necessário dispensar uma atenção especial.

Essa limpeza é recomendada como prática usual a cada 500 km rodados. Assim se evita que resquícios de areia e outras sujeiras estraguem a corrente e peças como o rolete. Essa é uma limpeza que, inclusive, você mesmo pode fazer, utilizando a aplicação de desengraxante com um pincel, e finalizando com um jato d’água.

Faça ajustes na corrente

Com o passa do tempo e uso da moto, a corrente da moto também pode sofrer alteração no seu tamanho. O caso é que, a fim de desempenhar exatamente aquilo que é necessário, essa corrente precisa estar em seu tamanho exto.

Então, se for o caso de estar maior, retirar alguns gomos pode ser a solução. Por outro lado, é necessário acrescentar peças se ela estiver apertada. Essa é um informação fácil de se adquirir, já que todas as recomendações sobre o ajuste ideal.

Para fazer isso, o ideal é colocar a moto em ponto morto. Fora disso, a corrente vai estar pressionada, o que não dará a noção correta da necessidade do ajuste.

Reprodução Canva
Reprodução Canva

Faça a lubrificação corretamente

Essa talvez seja a mais importante das informações. Isso porque, fazer a lubrificação correta da corrente da moto garante a transmissão da força do motor para a roda traseira. Afinal, é isso o que faz a moto andar!

Aqui também se tem uma orientação de tempo oportuno para essa lubrificação. De maneira geral, o recomendável é que se faça o processo a cada 400 ou 500 km rodados. Como sempre, a regra possui exceções. Então, a fim de ficar seguro mesmo, o ideal é consultar essa informação no manual do fabricante da sua motocicleta.

Como fazer a lubrificação

Embora as opções mais usadas sejam a graxa branca, o óleo e o desengripante, é importante que você saiba que essa não é a solução ideal. Longe disso, essas opções costumam causar problemas como o acúmulo de sujeira na corrente, a agressão aos retentores e a insuficiência de viscosidade na lubrificação.

Então, a maneira correta de fazer esse processo é utilizando um produto desenvolvido especificamente para desempenhar essa função. Produtos dessa natureza, ao contrário dos já citados, possuem as caraterísticas indicadas como resistência à água e outras intempéries, além da resistência à alta temperatura que a corrente da moto produz.

Agora, sim, com o produto correto em mãos, é hora de partir para a lubrificação. Obviamente, com a moto parada, o processo deve acontecer depois de uma limpeza na corrente da moto. Depois de limpa, é preciso posicionar a moto no cavalete, de forma que a traseira fique suspensa.

Finalmente, é só rodar o pneu da moto tendo o spray de lubrificação na outra mão. Então, a ideia é aplicar a uma distância de 10 a 20 cm, enquanto se dá um giro completo na corrente. E, pronto, a moto estará pronta para uma nova aventura.

 

Como você pode perceber, cuidar bem do kit de transmissão da motocicleta faz um belo trabalho no desempenho como um todo. Enquanto isso, a corrente recebe um plus na sua vida útil, o que reflete em todo o conjunto mecânico.

Clique e saiba como proteger seu veículo