Gestão de frotas: 4 indicadores para controlar à distância

gestão de frotas

Imagina a situação: Você possui um veículo e o deixa disponível para outra pessoa usar e exercer as suas tarefas diárias. Porém no final do dia, você nunca sabe o que foi feito com esse automóvel, por onde ele passou, quanto de gasolina gastou e outras características. Perante isso, os seus gastos só vão aumentando, até o ponto em que você já não pode mais pagar por todos eles. Pense nessa situação na gestão de frotas.

Essa história retrata a situação de muitas empresas. Se controlar apenas um veículo não é fácil, imagine vários. A gestão de frotas é fundamental para evitar gastos e manter a vida útil dos automóveis. Mas como é possível saber o que os motoristas estão fazendo quando estão fora da empresa? Através do monitoramento veicular. Confira quais os principais indicadores dever ser controlados à distância.

Monitoramento

Para a gestão de frotas monitorar e controlar à distância os veículos é fundamental o uso de um rastreador veicular. Ele é responsável por enviar os dados que geram as informações do veículo, como:

  • – Localização;
  • – Tempo parado;
  • – Distância percorrida;
  • – Velocidade;
  • – Veículo ligado ou desligado;
  • – Consumo de combustível, entre outros.

As informações podem ser visualizadas através do software de monitoramento, em qualquer computador, smartphone ou tablet, conectados à internet.

Indicadores para controlar à distância

A gestão de frotas e o controle  de alguns itens ou funcionalidades dos veículos são fundamentais. Confira quais são:

Powered by Rock Convert

1 – Tempo de motor ligado

Você sabia que aquela paradinha com o motor ligado pode custar caro? Segundo um levantamento do IQA, Instituto da Qualidade Automotiva, um motor de ônibus ou caminhão gasta mais de 1 litro de óleo diesel por hora quando está em marcha lenta. Se o motorista deixar o veículo esquentando o motor durante a manhã e sair para fazer 10 entregas ao dia – permanecendo parado por 10 minutos em cada com o motor ligado – a soma dá quase 2 horas.

Só com isso, pelo menos 600 litros de óleo diesel são desperdiçados, ou seja, em média 1.000 reais. Uma frota com 100 caminhões, por exemplo, geraria um desperdício de 100 mil reais por ano. Os mesmos veículos também emitiriam mais de 7 toneladas de poluentes ao meio-ambiente. O certo é: Parou o veículo, desligue o motor. Com o monitoramento é possível controlar à distância e saber quando o veículo está parado ou ligado.

2 – Controle de Velocidade

Manter a velocidade ideal é fundamental para a redução de custos de uma frota. Entre 80 km/h e 88 km/h é o ideal para veículos pesados. A cada km/h que o veículo ultrapassa, além desses valores, o consumo de combustível aumenta em 1%. Além disso, a velocidade influi diretamente no consumo dos pneus e nos custos de manutenção.

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

3 – Consumo de combustível

São inevitáveis os gastos com combustível, mas eles podem ser minimizados. Monitorar o seu consumo permite realizar ajustes, como:

  • – Trocar combustível (se necessário);
  • – Projetar gastos;
  • – Aumentar eficiência;
  • – Identificar falhas no abastecimento;
  • – Acompanhar manutenções;
  • – Evitar gastos desnecessários, entre outros.

4 -Gestão de frotas no controle da jornada de trabalho

Um colaborador cansado pode aumentar os riscos de acidentes. Com o monitoramento de frotas é possível acompanhar e controlar à distância o trabalho de cada um deles e evitar esforços demais, ou de menos. É possível instalar um sensor que permite o funcionamento do veículo somente após a identificação do motorista. Isso permite o controle da sua jornada de trabalho.
Esses são alguns indicadores que podem ser controlados à distância. Você conhece outros? Deixe o seu comentário abaixo.

Gestão de frotas: Dicas para reduzir custos

conheça a solução para a sua frotaPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.