Antifurto para motos: conheça os mais usados

antifurto para motos

A sensação de libertada trazida pela moto talvez seja um dos maiores estimulantes para a sua aquisição. Claro, há também a expectativa de mobilidade urbana e de economia nos custos do dia a dia. Entretanto, o país com mais de 27 milhões de motocicletas em circulação é também um antro de crescimento do índice de furtos e roubos desse tipo de veículo, o que faz cada vez mais necessária a utilização de sistemas antifurto para motos.

A saída tem sido optar por sistemas de segurança como antifurtos para garantir que a motocicleta ainda esteja no local deixado pelo seu dono. Na verdade, o que se chama de saída é uma tentativa cada vez mais crescente da promoção da segurança para bens adquiridos geralmente com muitos esforços.

A boa notícia é que o mercado motociclístico está recheado de opções de antifurtos para motos. Mas, para garantir a efetividade dos sistemas é preciso estar atento às necessidades da moto e às promessas do mercado. Para ajudar nessa busca, separamos alguns sistemas considerados os mais utilizados pelos motociclistas.

Alarmes como Antifurto para Motos

O alarme é o sistema antifurto para motos que está entre os mais utilizados. Sua função básica é bastante autoexplicativa. Trata-se de um dispositivo sonoro que dispara quando a motocicleta é retirada de sua posição inicial. Apesar de ser bastante utilizado, esse sistema requer algumas observações e cuidados. Quando se trata de motocicletas na garantia, por exemplo, é necessário analisar quais são as condições da marca para a instalação, a fim de que não se percam os benefícios da garantia. Da mesma forma, é necessário observar, por exemplo, o tempo e as condições em que o alarme continuará acionado, a fim de que não seja um sistema ineficiente.

Rastreadores

Apesar do custo um pouco mais elevado do que o dos alarmes, os rastreadores também oferecem uma proteção diferenciada. Como sistema antifurto para motos, o rastreador consiste em um acompanhamento constante do veículo. Isso é feito por meio de trocas de informações com satélites que acompanham passo do trajeto da moto. Dessa maneira é possível localizar o veículo com precisão em momentos de roubos e furtos. Além disso, os rastreadores auxiliam com informações de rotas, combustível, velocidade e outras questões.

Travas

O sistema de travas tem sido bastante disseminado no mercado de antifurtos para motos. Elas são também bastante discretas e podem ser utilizadas em diferentes peças da motocicleta. Na verdade, o mais comum é que elas sejam instaladas no disco ou na manopla do acelerador.

Powered by Rock Convert

As travas de disco por exemplo, funcionam como uma espécie de cadeado. Sua função, então, claramente, é imobilizar os discos de freios. Assim, ao ser acionada sem o destravamento da trava, a motocicleta tem suas rodas imobilizadas, o que impede a mobilização do condutor.

Da mesma maneira, a trava de manete também funciona com o mesmo princípio. Entretanto, ela é utilizada para travar o sistema de aceleração e freio. Então, caso haja uma tentativa de furto, não é possível colocar a moto em movimento haja visto estarem travados seus principais recursos para a movimentação da motocicleta.

Mas, como todo e qualquer dispositivo antifurto para motos, requer cuidados na utilização. Para evitar o próprio condutor acione a movimentação sem retirar as travas, o mercado também disponibiliza sistemas de lembretes como cabos presos ao guidão. Assim, o proprietário não corre o risco de cair em sua própria armadilha e, de quebra, estragar a sua moto.

Imobilizadores Antifurto para Motos

Como sistema antifurto para motos, os imobilizadores têm se destacado no mercado de segurança. De maneira rasa, sua principal função é impedir que a motocicleta funcione a não ser com a chave correta. Esse tipo de artifício diminui os riscos de roubos com a utilização de chave micha ou jumper na ignição. Entre suas principais vantagens está o fato de não ser necessário que o piloto carregue consigo nada mais do que a própria chave da motocicleta.

Na prática, o sistema antifurto para motos com base em imobilização funciona através de um código único armazenado por um transponder interno dentro da própria chave. Assim, é no momento da inserção da chave na ignição da moto que o código é transmitido ao sistema de injeção eletrônica. Caso o código seja reconhecido pela central da moto, o funcionamento é liberado. Se, ao contrário, não houver reconhecimento, a partida do motor é impedida. Nos casos em que as tentativas sejam repetitivas, a central trava todo o sistema da moto, que só voltará a funcionar após um processo de scanner.

Por óbvio, o sistema funciona apenas para motos que possuam a tecnologia de injeção eletrônica. Mas, essa não é uma condição difícil, já que o sistema está presente no mercado desde os anos 90. Apesar de não ser um sistema efetivo nos casos de roubo, onde os criminosos também levam a chave, tem sido uma excelente alternativa para a diminuição no índice de furtos.

Quer saber mais? Fale com a gente!

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
comece a rastrear a sua moto agora mesmoPowered by Rock Convert